Pequena Casa de Chá em Cabul

O livro Pequena Casa de Chá em Cabul (no original, A cup of friendship), escrito por Deborah Rodriguez, conta várias histórias envolventes cujo ponto de convergência é a casa de chá de Sunny em Cabul, capital do Afeganistão. As histórias são protagonizadas por mulheres afegãs e estrangeiras que estão perseverando em uma realidade difícil no país.  

“A vida acontece” era seu lema. Você se adapta ou está perdida. 

O Afeganistão é um país de cultura persa milenar (persas e árabes são culturalmente diferentes), sempre lembrada através dos poemas de Rumi – inclusive, espero ler logo alguma obra desse autor. Desde 1996, o país tem enfrentado o Talibã, que foi derrubado por uma ofensiva americana em 2001 e retomou o poder em 2021, quando os Estados Unidos se retiraram do país. A história do livro se passa por volta de 2004. 

A autora Deborah de fato viveu por um tempo no Afeganistão no período em que se passam as histórias do livro. Pelo que li de sua biografia, vários elementos da história foram baseados em sua experiência real. 

Ela conta a história de Sunny, dona da casa de chá, Candance, ex-mulher de um importante diplomata, Isabel, jornalista, Halajan, senhora afegã, e Yazmina, jovem afegã. Isabel tinha estado em Serra Leoa antes, então essa não era sua primeira experiência com a instabilidade da guerra.

É desconfortável ler o tamanho de restrições para mulheres nessa sociedade, inclusive o livro mostra como a liberdade diminuiu depois do talibã através da história de Halajan. Me questiono se é possível uma mulher ter uma vida digna em um lugar assim. Pior, me questiono como essas mulheres vivem agora com o retorno do Talibã ao poder. 

De todo modo, apesar do contexto doloroso, o livro descreve de um jeito leve o progresso dessas mulheres em suas missões, os percalços em seus caminhos, os traumas passados, o poder da amizade e a superação de si mesmas. 

– Bem, Sunny – continuou Halajan, falando bem devagar, para que Sunny entendesse –, assim como as pombas, para as quais não há muros, montanhas, guerras e barreiras, são as pessoas que vivem no Afeganistão, vindas de outros lugares, ou há mil anos, ou ainda ontem. Mas elas rapidamente se tornam parte deste país e, ao fazê-lo, trocam de cor e jamais voltam a ser seus velhos seres cinzentos. A experiência na terra-mãe Afeganistão torna todos afegãos. Mas nem todos são dignos de serem premiados com um espírito. 

Esse é um livro ótimo, não é profundo, mas diverte e apresenta uma realidade completamente diferente, descrevendo em detalhes o cotidiano de Cabul e até um pouco do interior.  

Outro livro similar e interessante é Mayombe, onde é possível aprender sobre a sociedade e acompanhar o conflito em Angola. Se já conhecia Pequena Casa de Chá em Cabul, não deixe de comentar as suas impressões!  


Ficha Técnica:

Autor: Deborah Rodriguez

Editora: Leya

Edição: 1

Ano: 2015

Adicione o livro no Skoob!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s